Devo ou não fazer aula de ginástica?

Durante todo a minha carreeira como personal e trabalho como coaching esportivo me deparo com uma dúvida frequente: devo ou não manter as aulas de ginástica no meu programa de treinamento?
Bom a resposta é a seguinte, a musculação é uma modalidade  onde trabalhamos com sobrecargas e  suas variáveis que dificilmente serão substituídas  por outras modalidades, temos também na  musculação a nossa disposição,  aparelhos com diversas variações de angulações além de todas as variáveis pertinentes ao treinamento.
Para mim  as aulas de ginásticas são válidas  sim, porém não deve ser um treinamento concorrente a musculação. Minha opinião como personal é: aulas de ginástica são interessantes quando trabalham outras capacidades que  não são trabalhadas durante o treino de musculação, ex:  flexibilidade, alinhamento postural e algumas aulas que visam mais o gasto energético ( aulas mais aeróbias) que não sejam prejudiciais as suas articulações.
Ou seja se você pensa em ter aquele corpo mais definido você pode sim participar de aulas em grupo, mas isso não exclui a pratica de musculação.
Ainda baseado na minha experiência posso dizer que a musculação trará (pensando em benefícios  estéticos) ganhos que nenhuma outra modalidade irá proporcionar.
bjos e bons treinos

5 Razões para você não copiar o treino alheio
Hoje na internet e principalmente nas redes sociais, temos acesso a um número interminável de exercícios e técnicas, mas até quando isso é válido vejo as redes sociais como uma forma de motivação e de repente até como um “click” para que você possa sim ir atrás da melhor opção, as redes sociais passam Informações curtas e mais dinâmicas, então cuidado ! Vamos a lista:
1- Em treinamento desportivo existe um princípio chamado sobrecarga individualizada que compreende à aceitação individual e as necessidades de cada um ,considera-se também o tipo de musculatura de cada um. Weineck
 2- A sua periodização de acordo com: objetivos, tarefas, programas de treino, métodos .
3- Sob o ponto de vista biológico, esportivo, fisiológico e do desempenho o treinamento nada mais é do que uma adaptação aos estímulos . 4-Número de vezes por semana que treina, ou seja se ficar copiando treino pode negligenciar algum grupo muscular e tornar seu treino menos eficiente .
5-Último e não menos importante: TEM UM MONTE DE BESTEIRA na internet!
Palavra de ordem: periodização

Você  tem uma meta um objetivo definido para seus treinos? Você tem um planejamento para eles, se não siga esta dica  sobre periodização.
O que é uma periodização? Periodização é em uma linguagem mais simplista o planejamento do seu treino.
O que deve ser levado em consideração quando pensamos em periodização:
–  Objetivo; mapeamento da situação atual:
– Medidas avaliação física
-Testes específicos se necessário
-Organização do trabalho-estabelecer períodos de treinamento de acordo com os objetivos.
Feita essa primeira parte que é o mapeamento da sua situação partimos para uma segunda parte:
-Escolha correta dos estímulos : tipo de capacidade a ser trabalhada : resistência, hipertofria, velocidade, força máxima etc
-Por quanto tempo isso deve ser feito, quando deve ser trocado, reavaliado e afinado.
 
Tudo isso estando bem estabelecido fica mais fácil e coerente traçar um mapeamento individual.
A partir daí entram outras variáveis que irão ser  realizadas de acordo com as necessidades e conhecimento de cada profissional:
– Técnicas específicas de treinamento
– Tipos de exercícios
-Execução dos exercícios
-Variação de estímulos
Não esquecendo que tudo isso vem junto com a nossa linda e amada #dieta, que também deve ir de encontro aos seus objetivos, mas isso já é assunto para um próximo post.
Beijos e  Bons treinos