Você está se auto sabotando?

Tempo de leitura: 2min

Quantas vezes você já se pegou com planos de iniciar algo e simplesmente, deixou para depois?
Em quantas áreas da sua vida isso já aconteceu?
E com que frequência isso ocorre para você?

Isso é a auto sabotagem, acreditamos que diferentes aspectos de nossas vidas não estão interligados, mas você já pensou o quanto estar segura de sí mesma, feliz, motivada impacta na sua vida como um todo?

Conhecemos pessoas que iniciam por exemplo um processo de emagrecimento; começam a academia e de repente largam com a desculpa que estão sem tempo, iniciam uma reeducação alimentar mas, comem de tudo no final de semana, conseguem um bom emprego mas, não se acham verdadeiramente capazes de estar naquele cargo, entram sempre em um relacionamento com pessoas indisponíveis.
Esse comportamento está ligado sentimentos de insegurança, como o medo do sucesso, medo do fracasso.

Comportamentos de auto sabotagem:
Auto depreciação em diferentes aspectos da vida
Necessidade de reafirmação de outras pessoas
Sempre inventar desculpas para dar o próximo passo
Medo de se sentir segura e feliz

Você se identificou com alguns desses sintomas?
Fique atenta no programa missão mulher onde vamos te ajudar a descobrir que sentir é ser.

Seu cérebro e atividade física

Tempo de leitura: 2min

Existe uma linha muito tênue entre cuidar-se levar uma vida saudável, e seguir freneticamente com dietas exercícios mirabolantes em busca de padrões inexistentes.
A pesquisadora Wendy Susuky Neurocientista PHD estuda o efeito de atividades físicas em nosso cérebro.

”Um dos efeitos mais poderosos da atividade física é imediatamente melhorar o humor. O exercício estimula a liberação de neurotransmissores associados ao bom humor- dopamina, serotonina e noradrenalina. Todos esses neurotransmissores aumentam significativamente com a prática de exercícios, isso é o que chamamos de efeito agudo do exercício.

Se você mantiver a prática de exercícios regularmente, você irá manter esses efeitos por mais tempo. Essa é a chave para perdurar sua habilidade de manter o foco e sua memória de longo prazo”.

Wendy Susuki- Forbes
Outras pesquisas por exemplo tem demonstrado que embora haja grande controvérsia, diversos estudos têm demonstrado que o exercício físico melhora e protege a função cerebral, sugerindo que pessoas fisicamente ativas apresentam menor risco de serem acometidas por desordens mentais em relação às sedentárias. Isso mostra que a participação em programas de exercícios físicos exercem benefícios nas esferas física e psicológica e que, provavelmente, indivíduos fisicamente ativos possuem um processamento cognitivo mais rápido. Embora os benefícios cognitivos do estilo de vida fisicamente ativo pareçam estar relacionados ao nível de atividade física regular, ou seja, exercício realizado durante toda a vida, sugerindo uma “reserva cognitiva”, nunca é tarde para se iniciar um programa de exercícios físicos.

Portanto limitar a atividade física a benefícios única e exclusivamente a benefícios estéticos, seria perder uma grande aliada ao resgate do poder que a atividade física tem sobre nossos padrões comportamentais, nosso mind set, nossa capacidade de auto superação e de empoderamento feminino.
Uma mudança no nosso campo físico pode mudar para sempre quem somos.

Arquétipos

Tempo de leitura: 3min

Você já ouviu falar em arquétipos?

Arquétipo é um conceito elaborado por Carl Gustav Jung, definido como um conjunto de imagens psíquicas presentes no inconsciente coletivo, que ele define como sendo a parte mais profunda do inconsciente humano. Os arquétipos portanto, são indissociáveis da nossa psique, estão presentes em nosso inconsciente e chegaram até ali através da herança genética que recebemos dos nossos ancestrais, ou ainda, de um grupo étnico ou civilização em que estamos inseridos. Eles não fazem parte das nossas memórias num nível consciente. Eles podem ser compreendidos como um conjunto de informações inconscientes, que exercem grande influência sobre o comportamento e até mesmo sobre as crenças do ser humano.

E de donde vêm os arquétipos? Suas origens são tão antigas quanto a nossa própria existência e estão calcadas em crenças repetidas ao longo de milhares de gerações, eternizadas através da tradição oral, da difusão de histórias construídas ao longo do tempo, que deram origem às mitologias, lendas e contos de fadas. Por que nos identificamos com histórias? Porque elas são construídas a partir de arquétipos que habitam nosso inconsciente. Por mais éticos que sejamos, muitas vezes nos identificamos tanto com o herói quanto com o vilão de uma determinada história: ambos arquétipos fazem parte do nosso imaginário e representam uma expressão autêntica do nosso inconsciente. Talvez isso explique o fato da figura do anti-herói ser tão popular, pois ela reúne o melhor e o pior de cada um deles.

Os aspectos masculino e o feminino são opostos complementares que refletem o princípio da criação. São também conhecidos na cultura indiana como Shiva (masculino) e Shakti (feminino), e no Taoísmo como Yin(feminino) e Yang (masculino).
A interação dessas qualidades masculina e feminina tem influência decisiva para a saúde e felicidade humanas. O projeto Missão Mulher é um programa de exercícios onde conseguimos alinhar nossa energia feminina e masculina, entender a ligação dos arquétipos com o feminino e autoestima.

Para saber maiores informações clique no link Missão Mulher

FIX IT!

Tempo de leitura: 3min

Você pratica musculação mas muitas vezes não vê resultados?
Você pode estar cometendo alguns erros que podem prejudicar seus ganhos:

1. Não realizar movimentos com completa amplitude
É muito importante realizar movimentos com a amplitude total , assim conseguimos usar toda a nossa força na fase concêntrica ( onde fazemos a força ) e fase excêntrica do movimento.

2. Negligenciar algum grupo muscular
Frequentemente não gostamos de treinar esse ou aquele músculo, mas estéticamente quando
pensamos em simetria corporal, devemos pensar em melhorar nossos pontos fracos e isso inclui treinar todos os grupos musculares.

3. Treinar leve demais
Muitas vezes não utilizamos a carga ideal e nosso treino fica com baixa intensidade sendo assim menos eficaz, nosso corpo sofre adaptações e por isso é necessário mudarmos os estímulos com frequencia para que possamos ver resultados.

4. Treinar pesado demais
Quando colocamos mais carga do que aguentamos, não realizamos o movimento com total amplitude, sobrecarregamos as articulações e nossa coluna.

5. Não comer demais
Como já mencionei em posts anteriores nosso corpo precisa de carboidratos, proteínas e boas gorduras , por tanto ficar sem comer ou comer pouco impede o cresvimento muscular necessário.

Sempre faça refeições antes do treino!

Encontre um tempo para treinar

Tempo de leitura: 4min

Muitas pessoas alegam não praticar atividades físicas por falta de tempo. Mas é só você fazer um esforcinho que dá pra fazer alguma coisa em casa mesmo com pouco tempo sobrando  com 1 hora 30 min ou 15 sempre dá pra fazer alguma coisa!

1. Começando pela parte da manhã: se  vocé  acordar 1 hora antes de sair para o trabalho:Com 1hora e muita disposição podemos fazer diversos exercícios
p- Sem sair de casa , pode -se fazer um circuito com elásticos, por exemplo tendo a possibilidade de trabalhar o corpo todo, o elástico é fácil de guardar e tem em várias intensidades. Ainda se voce não quiser adquir o elástico pode trabalhar, as pernas com o próprio peso do corpo fazendo agachamentos, afundos, saltos e elevação pélvica.
Uma caminhada também é bem vinda.

Com 1 hora
Circuito com elásticos

1. Avanço costas (importante apoiar o elástico em um ponto fixo a frente)

De pé, perna direita estendida à frente do tronco, esquerda atrás apoiada na ponta do pé, braços estendidos para a frente, segurando cada extremidade da faixa com uma das mãos. Flexione as pernas e puxe a faixa na direção do peito, mantendo os braços rentes ao tronco. retorne devagar à posição inicial. no final da série, inverta a posição das pernas.

2. Leg Press Unilateral
Deitada, perna esquerda flexionada, com o pé apoiado no chão, e direita flexionada no ângulo de 90 graus, com a faixa apoiada na planta do pé, e braços estendidos, segurando cada extremidade da faixa com uma das mãos. Estenda a perna direita, esticando a faixa, e volte devagar. no final da série, realize o exercício com a outra perna.

3. Avanço ombros
De pé, perna direita estendida à frente do tronco, com o pé apoiado no centro da faixa, esquerda atrás apoiada na ponta do pé, braços estendidos ao longo do corpo, segurando cada extremidade da faixa com uma das mãos. Flexione as pernas enquanto eleva lateralmente os braços, tensionando a faixa. Volte devagar. no final, troque o lado.

4. Agachamento + desenvolvimento
Em pé, pise no meio do elástico com as pernas afastadas na distância dos quadris e segure uma manopla em cada mão, com os cotovelos em um ângulo de 90 graus. Flexione os joelhos e projete os quadris para trás ao mesmo tempo que estende os braços acima da cabeça.

5. Rosca direta
Em pé, pise no meio do elástico com as pernas afastadas na distância dos quadris e segure uma manopla em cada mão, com a palma das mãos para a frente. Flexione os cotovelos levando as manoplas em direção aos ombros.

6. Abdução + abdominal
(antes de começar amarre o elástico um pouco acima dos tornozelos deitada no chão com os braços estendidos a frente enquanto estende as pernas e afasta os tornozelos
Cada exercício deve ser feito 4×20 sem intervalo entre eles, quando chegar ao 6 exercício descanse 40” e volte a repetir o circuito totalizando 4 vezes.
Com 30 minutos

Flexão de tronco 4×15
Agachamento 4×20
Afundo 4×20
Abdominal solo 4×20
Flexão de tríceps cadeira 4×15
Com 15 minutos
Pode fazer um circuito com intervalo curto de descanso exemplo:
10 polichinelos+
10 Afundos+
10 saltos com agachamento+
10 abdominais no solo
Descanso de 45″ ao final dos exercícios repetir 3 X

Pão de abóbora

Eiii mais uma das minhas aventuras na cozinha! rs

Quem acompanha meu trabalho sabe que dificilmente como pão.
Primeiro pela farinha que é branca, e hoje em dia sabemos que muitos dos pães
que são vendidos como integrais não são 100% integrais.Deem uma olhada nessa reportagem:
http://veja.abril.com.br/blog/denis-russo/saude/farinha-de-trigo-acucar-e-cocaina/

Por isso decidi substituir o pão por tapioca ( quando a dieta permite, já que dieta de
atleta é diferente) ou por algumas opções de receitas bacanas que acho na internet.
Essa aqui é da querida Thais Massa

Ingredientes:
1/2 chícara de farinha de beringela
2 ovos
2 sccops de whey eu uso de cappucino ou baunilha da Probiótica
1/2 de chicará de purê de abóbora japonesa ( cozinhar a abóbora e amassar).
Bata tudo
Acrescente 1cc de fermento e 1 de chia
Leve ao forno em torno 30 min

Espero que gostem!!!
bjos bjos